GETSET

Neologismo delivery

“Já vai stalkear o boy, amiga?”. Essa frase parece familiar? Mesmo que não seja, provavelmente já ouviu o verbo “stalkear” e/ou a expressão “boy”. Isso se dá a um fenômeno linguístico, o estrangeirismo – quando pegamos palavras emprestadas de outra língua. Vamos entender o que significam para não dar close errado.


Stalkear significa investigar. Boy, por sua vez, refere-se ao também chamado crush ou paquera. Ou aquela pessoa por quem nutre uma intensa paixão, “have a chush on somebody”. Sabendo dessas coisas não dará mais close errado, também conhecido como “dar mancada”.

A língua é como metamorfose ambulante, construída dia a dia. Nela fazemos regularmente neologismos, que o é emprego de palavras novas derivadas ou formadas. Foi assim que nasceu o x-tudo (de “cheese”, queijo), os serviços “delivery”, a customização de roupa e a equalização do som. No universo da cultura temos palavras como show, blockbuster, best seller. Na moda, o fashion. No vocabulário coorporativo: pessoal marketing, atingir o target, briefing.

Boa parte do material importado vem do inglês, por conta da ascensão do poder americano após Segunda Guerra Mundial. O português está sendo mudado no dia a dia por seus falantes. O problema, muitas vezes, é que o idioma evolui mais rápido na língua que no papel. Os dicionário que preservam o uso da língua demoram mais tempo para consagrar as mudanças. O você, por exemplo, já foi vossa mercê, depois vosmecê e - há um tempo - na língua falada, ele é cê.

Vemos cada vez mais o inglês inserido em nossas vidas. De uma forma tão natural que é difícil conter. Os mais novos respiram inglês nas redes sociais. Os mais velhos, se não se atualizam, ficam perdidos ao conversar com a nova geração.

Aprendeu algo com nossas dicas? Vamos dar close certo juntos, poste seu comentário aqui ;)

Contato

Connect With Us